Novas frentes na luta contra a Pedofilia

A família é o pilar de toda a nossa estrutura
14/09/2016
Isto é Jesus!
25/09/2016

Recentemente, muitos especialistas e figuras da mídia têm integrado uma companha para a descriminalização da pedofilia. Este é um movimento que cada vez mais tem ganhado força, mas que precisa ser combatido e denunciado pela igreja do Senhor.

A estratégia de argumentação consiste em colocar o pedófilo na posição de doente, evitando que seja visto como criminoso. “Pedofilia não é crime, é doença”, pregam aqueles que defendem essa posição. Esse argumento segue a máxima atual de colocar o criminoso como vítima. Seguindo esse raciocínio, o pedófilo deixa de ser visto como uma pessoa maliciosa que planeja atacar uma criança, e passa a ser interpretado como alguém que é vítima que uma doença que não escolheu ter. É semelhante a dizer que o assaltante não é criminoso, mas vítima de uma sociedade injusta, que o “obrigou” a viver na marginalidade.

Pelo menos, não é o que diz o Estatuto da Criança e do Adolescente. Segundo o artigo 241-B do ECA, considera-se crime o mero ato de “adquirir, possuir ou armazenar, por qualquer meio, fotografia, vídeo ou outra forma de registro que contenha cena de sexo explícito ou pornográfica envolvendo criança ou adolescente”. Há, portanto, uma proteção legal à criança quanto aos atos  geralmente praticados por pedófilos, ainda que muitos tentem nos convencer do contrário.

Curioso é que, a cada dia, se torna mais arriscado falar de Jesus nas ruas. Mas, ao mesmo tempo, vemos a defesa de atos criminosos por grupos que se intitulam “progressistas”. Existe, inclusive, um artigo do Código Penal que pune a apologia de atitudes consideradas criminosas. É o artigo 287. Se consumir material pornográfico infantil fere diretamente o artigo 241-B do ECA, então defender a pedofilia em público também deve ser reprimido.

Existe um projeto de destruição da família, que está sendo conduzido cada vez com mais afinco pelos grupos que buscam se beneficiar deles. Sua estratégia de argumentação é sempre muito bem elaborada e capciosa. Mas nós, que temos a mente de Cristo e o capacete da salvação, não seremos facilmente iludidos pelas ciladas do inimigo.

Ap. Rina é líder e fundador da Igreja Bola de Neve e autor do livro “Unidos pelo Casamento” (Ed. Mundo Cristão).

%d blogueiros gostam disto: